Home / Sem categoria / Como calcular o preço de uma tosa?

Como calcular o preço de uma tosa?

Como calcular o preço de uma tosa? Saiba mais.

Como calcular o preço de uma tosa?

Para quem tem um Pet Shop um grande desafio é dar preços aos serviços. Isso porque há muito a ser considerado, como margem de lucro desejada, aluguel do estabelecimento, custeio de funcionários, contas de luz, internet, água… enfim, são muitas coisas a se pensar.

Se você possui uma PetShop saiba que é importante saber fazer o cálculo da margem de lucro e despesas de seu estabelecimento. Mesmo que essa área esteja em expansão, torna-se importante ter os pés firmes no chão e saber calcular primeiramente as despesas. Sendo assim, você vai ter seu empreendimento na linha do sucesso.

Como fazer este cálculo?

Para calcular o custo de uma tosa, você deve levar em conta o uso de todos os equipamentos e acessórios que usa. Desde a água, shampoo, perfume, luz, enfeites como laços e gravatas, equipamentos usados. Um bom empresário sabe que tudo deve ser considerado, desde o tempo até o shampoo e o enfeite utilizado.

E, claro, ainda que você queira cativar a clientela – quem não resiste a uma boa promoção, não é? – deve ter consciência de que um negócio, qualquer que seja, tem como pretensão o lucro. Afinal de contas, ninguém merece suar a camisa apenas para pagar despesas, não é?

Gestão financeira do pet shop

Vamos, de modo bem simplificado, explicar como você deve fazer para calcular um preço que seja viável ao cliente, para a concorrência e, claro, para que haja uma margem de lucro satisfatória.

Os custos variáveis deverão ser somados às despesas comerciais, mais as fixas, mais o lucro, encontrando-se, assim, o preço de venda. Mas o que é um “custo variável”? É tudo aquilo que pode variar de acordo com o uso, o seu movimento de clientes etc. Exemplo: água, luz, comissão de funcionários, produtos para banho, custos de telefone etc.

Há, ainda, o custo fixo, que é aquele que não se altera e está presente todos os meses, como aluguel do estabelecimento, quando for o caso, salários fixos, segurança, faxina etc.

Você precisa pegar tudo isso e colocar no papel da seguinte forma:

Custo variável + Despesas comerciais + Parcela da despesa fixa + Parcela para o lucro = PREÇO DE VENDA. 

Sou autônomo, e agora?

Em geral, um lucro bom é aquele que corresponde de 50 a 100% do valor do seu custo. Você pode considerar também fazer o seguinte raciocínio, caso seja autônomo:

  • quanto tempo do seu dia é destinado para o banho e tosa?
  • com base nisso, você pode pegar contas como luz e água, dividir pelos dias da semana em que seu estabelecimento abre. O resultado disso, você dividirá por 24 horas. Finalmente, você fará uma estimativa do número de horas que usa de energia por dia, por exemplo e vai multiplicar o resultado da continha das 24 horas pelo número de horas trabalhadas. Aqui você vai saber quanto gasta de energia por dia. O mesmo pode ser feito com luz, internet, telefone etc.
  • No final, some todos os seus custos e faça uma estimativa do número de clientes atendidos. Escolha um dia de maior movimento para se basear. Você vai dividir os seus custos pelo número de clientes e saberá qual é o seu gasto efetivo por cliente.
  • Depois disso, pode multiplicar o valor encontrado por 0,5 ou 0,2, o que será a sua margem de lucro.

Gostou das dicas? Fique atento ao nosso blog e dê uma passadinha na nossa loja virtual (www.bergvet.com.br).

 

Check Also

Mercado em crise? Aprenda a tosar e ganhe dinheiro

Se você possui uma pet shop e quer ganhar mais dinheiro está na hora de …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *