Home / Cuidados / Pode esvaziar a glândula anal durante o banho? Confira

Pode esvaziar a glândula anal durante o banho? Confira

Pode esvaziar a glândula anal durante o banho? Como alternativa para evitar o mau cheiro dos pets, alguns groomers esvaziam a glândula anal durante o banho.

Mas será que essa prática é correta? Elaboramos este post para esclarecer suas dúvidas sobre esse tema e ajudar você a garantir a saúde e bem-estar do seu pet.

O que é a glândula anal?

Antes de saber se pode esvaziar a glândula anal durante o banho é preciso conhecer o que ela é. De modo geral, os cães têm dois pequenos depósitos localizados em cada lado do reto.

O saco anal, também conhecido como glândula anal, é esvaziado por meio de um duto estreito, posicionado na borda interna do ânus. A substância excretada tem uma consistência oleosa e um odor muito forte.

Esse odor produzido pelas glândulas anais tem como principal função identificar o cão por onde ele passa. Assim, os demais cães podem reconhecer um cheiro único e identificar a presença do novo pet.

Pode esvaziar a glândula anal durante o banho?

Alguns proprietários quando levam os pets para tomar banho, reclamam que os bichinhos retornam com um odor forte.

Para evitar essas queixas, alguns groomers adquiriram a prática de esvaziar a glândula anal durante o banho.

No entanto, caso esse procedimento seja realizado de maneira errada pode causar infecções no pet. Para evitar isso, é recomendado que o esvaziamento seja realizado apenas por um médico veterinário.

Convém destacar que quando a glândula fica infeccionada o pet precisa tomar medicamentos. Em casos mais graves, pode ser preciso realizar uma cirurgia para a remoção dela.

Pode esvaziar a glândula anal durante o banho

Sintomas de inflamação da glândula anal

Esvaziar a glândula anal durante o banho, com frequência e sem orientação profissional pode provocar inflamações no pet. Esse distúrbio pode ser facilmente percebido, pois o cão começa a ter um comportamento anormal, como por exemplo:

  • Morder a cauda;
  • Exalar um odor forte;
  • Sentir dificuldade para defecar;
  • Inchaço na região do ânus;
  • Esfregar a bunda no chão;
  • Lamber a área;
  • Dores;

Caso o pet apresente algum desses sinais é recomendado que o dono entre em contato com o veterinário.Quanto antes o tratamento ser iniciado, menores são as chances da inflamação evoluir para uma infecção. Nesse estado, são excretados pus, secreção e sangue na região afetada.

Tratamento da infecção da glândula anal

Quando a infecção na glândula anal é identificada o médico veterinário inicia o procedimento para eliminar o excesso de líquido. Em seguida, a área é lavada e desinfetada, para depois ser aplicado anti-inflamatórios.

Se a infecção retornar é preciso realizar esse procedimento a cada 15 dias, quando a situação torna-se crônica é necessário fazer uma cirurgia para retirar as glândulas anais.

Check Also

Higienização dos equipamentos no banho e tosa

Manter a higienização dos equipamentos no banho e tosa é um sinal de profissionalismo que, …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *